Adaptação: A palavra de ordem do mercado nos dias de hoje!

Em tempos onde o consumidor está cada vez mais seletivo com relação ao seu consumo, empresas tem buscado diversificar suas estratégias e inovar na hora de chamar a atenção do seu público-alvo.
No mundo dos negócios, nunca houve tanto interesse e nunca se deu tanta importância à palavra ADAPTAÇÃO como acontece agora.

Com as mídias digitais cada vez mais atuantes no dia a dia das pessoas, dando-lhes o poder de falar e serem ouvidas por um número muito maior de pessoas do que acontecia há alguns anos atrás, as empresas perceberam que se adaptar rapidamente à novos conteúdos, novas plataformas e novas maneiras de interagir, pode ser primordial para se manter na disputa pela sua fatia do mercado e pela atenção dos seus consumidores.

Claro que não é tarefa fácil migrar grande parte das suas atenções e esforços para o meio digital, principalmente quando isso tem que acontecer em empresas tradicionais, que sempre mantiveram suas estratégias gerando receita, ano após ano, sem nenhum sinal de declínio no consumo e sem desgaste na relação com seus clientes, utilizando somente mídias tradicionais como rádio, televisão, etc., mas infelizmente, ou felizmente, não se trata mais de uma questão de escolha e sim de sobrevivência.

E as mudanças não param por aí, hoje em dia muitas empresas mudam até o conceito original de seus produtos ou serviços baseadas em feedbacks negativos e positivos dos consumidores nas redes sociais. Fiscalizar atentamente todas as menções que correspondem direta e indiretamente a qualquer um dos itens da sua marca também tem dado a muitas empresas que atuam ativamente na internet, a chance de largar na frente na hora de desenvolver novos produtos e também na divulgação promocional dos mesmos.

Em sua última capa (Outubro, 2015), a revista Super Interessante trouxe como assunto principal uma reportagem sobre a Coca-cola. O teor da reportagem mostra como a conscientização das pessoas pelo consumo de bebidas mais saudáveis tem trazido constantes quedas nas vendas da gigante no Brasil e no mundo, queda esta que teria supostamente levado a maior empresa de refrigerantes do mercado a investir na produção de um produto mais saudável para os seus consumidores.

A Coca-cola se pronunciou em resposta a reportagem através de uma nota oficial, negando o declínio nas vendas e pontuando que, ao contrário do que mostra a matéria, as vendas continuam em crescimento nos últimos anos, mas que a empresa decidiu criar este novo produto mais saudável, a base açúcar e adoçante natural estévia, porque sua missão é dar opções de escolha e trabalhar para que o consumo de seus produtos seja adequado à vida de cada um dos seus consumidores.

Bom, em queda livre de vendas ou não, o exemplo da gigante Coca-cola citado acima só reforça a ideia de que nenhuma marca, da menor à maior do seu segmento, está livre do poder que o seu público-alvo exerce sobre ela toda vez que lança uma tendência, cria um novo costume ou muda seus hábitos de consumo.

Para conferir a nota de resposta da Coca-cola para a revista Super Interessante, clique aqui.